segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Peter Paul and Mary


Foi o empresário Albert Grossman quem criou Peter, Paul and Mary em 1961 - Peter Yarrow, Paul,cujo verdadeiro nome era Noel "Paul" Stookeyem, e Mary Travers - depois de uma audição com diversos cantores da cena folk de Nova York. Depois de muitos ensaios em Miami, Grossman agendou uma apresentação do trio no The Bitter End, um café popular no cenário folk do Greenwich Village.

Gravaram o seu primeiro disco, Peter, Paul and Mary, no ano seguinte. O álbum incluía "500 Miles", "Lemon Tree", e o hit de Pete Seeger "If I Had a Hammer",subtitulada "The Hammer Song" e "Where Have All the Flowers Gone?". O álbum ficou no Top Ten da Billboard durante dez meses, incluindo as sete semanas na primeira posição, e permaneceu nas décadas seguintes, um sucesso de vendas estável, vendendo cerca de dois milhões de cópias, e tendo ainda ganho um disco de platina duplo da RIAA.

O trio, estreou-se na televisão em 1961/1962 no talk show PM East/PM West, apresentado por Mike Wallace e Joyce Davidson. Por volta de 1963, Peter, Paul and Mary já tinham gravado três álbuns. Todos os três estiveram no Top Ten na semana do assassinato do presidente John F. Kennedy.

Em 1963, o grupo ainda lançou "Puff the Magic Dragon", com música de Yarrow e letra baseada num poema de um estudante da Universidade Cornell, Leonard Lipton. Embora a lenda afirme que a canção é recheada de referências a drogas, ela provavelmente aborda apenas o fim da inocência infantil.

Peter,Paul e Mary com os Beatles,e Ed Sullivan

Em 1963, o grupo lançou "If I Had a Hammer" na Marcha sobre Washington, lembrada especialmente pelo discurso "Eu Tenho Um Sonho" do reverendo Martin Luther King, Jr.. Um dos seus hits mais importantes foi a canção de Bob Dylan "Blowin' in the Wind".
Gravaram igualmente de Bob Dylan, "The Times They Are a-Changin'","Don't Think Twice, It's All Right" e "When the Ship Comes In" .

Albert Grossman, também era empresário de Dylan, daí o trio ter gravado tantos temas de Bob. O sucesso da música "Don't Think Twice, It's All Right" ajudou inclusivé a projectar o álbum do próprio Dylan "The Freewheelin' Bob Dylan", lançado poucos meses antes, e tendo alcançado o Top 30.

"Leaving On A Jet Plane", escrito pelo amigo do grupo John Denver, tornou-se, no seu único hit a alcançar a primeira posição nas listas de vendas, bem como no seu último hit no Top 40, em Dezembro de 1969, e foi o único single disco de ouro (um milhão de cópias vendidas).

Mary Travers referia que as suas influências foram Woody Guthrie, Pete Seeger e The Weavers. O grupo fez um tributo a alguns de seus mentores e contemporâneos no seu álbum "Lifeline Concert", de 2004.

"Day Is Done", que alcançou a posiçaõ nº 21 em Junho de 1969, foi o último hit "Hot 100", que o trio gravou.


Em 1970, dado que todos queriam ter a sua própria carreira a solo, separaram-se. Só que o percurso individual, ficou muito aquém do que eles haviam tido enquanto grupo.

Em 1978, reuniram-se para um concerto contra a energia nuclear, continuaram a gravar discos juntos e planearam uma turnê, fazendo cerca de 45 shows por ano, até que a morte de Mary Travers em 2009, colocou um ponto final neste trio melodioso.

O grupo foi introduzido no Vocal Group Hall of Fame em 1999.

Os três membros do grupo foram activistas políticos prolíficos pelo o seu envolvimento no movimento pacifista e noutras causas. Foram premiados com a Peace Abbey Courage of Conscience em 1 de Setembro de 1990.

Em 2004, Mary Travers foi diagnosticada com uma leucemia, resultando no cancelamento das datas remanescentes da turnê daquele ano. Recebeu um transplante de medula, e ainda actuou em 9 de Dezembro de 2005 no Carnegie Hall.

Travers foi impedida de se apresentar na turnê do trio no verão de 2009 devido à sua doença, mas Peter e Paul apresentaram-se como um duo nas datas agendadas, nomeando o show de "Peter & Paul Celebram Mary e 5 Décadas de Amizade."

O trio Peter, Paul and Mary terminou em 16 de Setembro de 2009, quando Mary Travers morreu aos 72 devido ás complicações resultantes da quimioterapia, no mesmo ano em que o grupo foi incluído no Hit Parade Hall of Fame.

Peter Yarrow declarou no documentário, "Peter, Paul & Mary: Carry It On — A Musical Legacy" que eles tentaram sempre colocar pelo menos uma canção para crianças em cada um dos seus álbum. No filme, o grupo aparece a actuar num concerto infantil.


1 comentário:

Jose Antonio Pamplona disse...

Habituei-me a ver e ouvir Peter, Paul $ Mary, que me dá saudades desses tempos. Magnifico trio. Magnificos em
musica, talentos e personalidades.
Pessoas dessas deixam-nos imensas
saudades e um eterno respeito pelas
suas qualidades. Paz e descanso á Mary, saude e felicidades para Peter
& Paul. Um grande abraço deste vosso
grande fã.
Jose Antonio Pamplona
Terçeira, AZores, Portugal