sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Changeling


Embora seja um cineasta cujos filmes destacam um protagonista com sede de vingança e justiça e antes o herói de filmes de acção, como toda a franquia do grande "Dirty Harry", ou mesmo os western de Sergio Leone, Clint Eastwood, já teve os seus momentos mais delicados, dirigindo filmes aonde o centro eram mulheres, no centro de situações muito dramáticas.
Foram eles, “ Million Dollar Baby.”, obra-prima de destaque no Oscar 2005, e o actual “Changeling”, baseado num acontecimento verídico.

Na Los Angeles da década de 1920, Christine Collins (Angelina Jolie) é uma mãe solteira muito dedicada ao trabalho e ao seu filho Walter (Gattlin Griffith). Impedida de levar o filho ao cinema, como lhe havia prometido, por causa do seu trabalho. Christine, dá pelo desaparecimento de Walter, quando regressa a casa. Abatida com a situação entra em contacto com a polícia relatando o desaparecimento. Seguiram-se meses de verdadeiro desespero, sem que a policia descobrisse qualquer sinal do desaparecido. Quando, por fim, a policia, que na época era tida por bastante corrupta, a convoca para lhe entregar o filho, Christine, constata, que aquela criança, não é o seu filho Walter.

Pode-se dizer que “A Troca” trás vários ambientes em destaque. O início desenrola-se entre o trabalho de Christine e a convivência com o filho no próprio lar. Após os acontecimentos, a personagem de Jolie é dada como louca e é relegada para um hospício, aonde, consequentemente, John Malkovich, interpretando o reverendo Gustav Briegleb, ganha o seu espaço no drama, assim como Amy Ryan. E na meia hora final acompanhamos o julgamento do caso do desaparecimento de Walter.

Todos esses momentos são muito bem planeados por Clint Eastwood e a direcção de arte de Gary Fettis e James J. Murakami com a fotografia de Tom Stern (ambos nomeados para os Oscares 2009) são essenciais para a esplêndida reconstituição de época.

Angelina Jolie, igualmente nomeada para o Oscar de melhor actriz, é o ponto alto do filme. Mantendo uma carreira em progresso sem tropeços desde “The Good Shepherd”, de Robert De Niro, a actriz é responsável por toda a emoção de “Changeling”, encarnando com determinação o papel de uma mulher que enfrenta tudo e todos na esperança de encontrar o seu filho.

O actor Jason Butler Harner, interpreta, um provável serial killer, (Gordon Northcott), apresentado como o causador do desaparecimento de Walter, tem tem um desempenho repleto de excessos, o que se torna quase um corpo estranho em todo o filme. Incómodo até, e pouco convincente.

Título Original: Changeling
Ano de Produção: 2008
Realização: Clint Eastwood
Elenco: Angelina Jolie, John Malkovich, Jeffrey Donovan, Colm Feore, Amy Ryan, Jason Butler Harner, Eddie Alderson e Gattlin Griffith.

Sem comentários: